SEJA BEM-VINDO!

Esse é o primeiro blog dos Agentes de Segurança de Medidas Socioeducativas do Estado de Sergipe.
Aproveite ao máximo e dê sugestões para que possamos melhorá-lo.

terça-feira, 29 de março de 2011

Plano de fuga e assassinato no Centro de Internação Provisória de Joinville

Internos planejavam matar um dos monitores e depois escapar da unidade correcional


Windson Prado
A Divisão de Homicídio da Polícia Civil de Joinville investiga um plano de fuga do CIP (Centro de Internação Provisória). Os adolescentes infratores, que cumprem medida socioeducativa, planejavam matar um dos monitores e escapar. O plano foi descoberto na semana passada e ontem começou a ser investigado pela Polícia Civil.

Nesta segunda-feira o delegado titular da DH, Adriano Bini, já ouviu quatro adolescentes e dois monitores da unidade. “Já temos a identificação do monitor que seria assassinado e também dos jovens que estavam planejando o crime. Vamos ouvir mais pessoas envolvidas para então concluir o inquérito policial”, declarou Bini.

Segundo um funcionário da instituição, a fuga aconteceria na sexta-feira (25). Com os internos os educadores encontraram um espeto que seria utilizado para render o monitor.

Hoje, 26 adolescentes, sendo duas meninas, estão cumprindo medida socioeducativa no CIP Joinville. Os menores são vigiados por três monitores durante o dia, mais um supervisor e um policial militar. À noite, dois monitores e um policial são responsáveis pela segurança.

Em 19 de abril de 2009 um monitor do CIP foi assassinado por um interno de 17 anos. Luciano Carlos de Oliveira, 43, foi enforcado. O menor disse que antipatizava com a vítima.
(Fonte: ND Joinville)

Um comentário:

Anônimo disse...

Tenho comigo que este menores tem que ser tratados como bandidos e não como coitados.Pois ja mosntraram oque são,desde que mataram um agente,mas enquanto existir direitos humanos,que é uma mentira bando de desocupado e muito mais que não vou falar aqui,mas que não prestão pra mer... nem uma.Ou sera que estão dando apoio aquela familia do monitor morto em serviço.SOU TOTALMENTE A FAVOR DA PENA DE MORTE E DEVERIA EXISTIR UM GRUPO DE EXTERMINIO PRA ACABAR COM ESAS BANDIDAGEM QUE EXISTE.É PAU NELES